Feeds:
Posts
Comentários

CONFISSÃO

Que esta minha paz e este meu amado silêncio
Não iludam a ninguém
Não é a paz de uma cidade bombardeada e deserta
Nem tampouco a paz compulsória dos cemitérios
Acho-me relativamente feliz
Porque nada de exterior me acontece…
Mas,
Em mim, na minha alma,
Pressinto que vou ter um terremoto!

Mário Quintana

A melhor parte de morar sozinha é poder andar pelada pelo apê, assistir o que quiser na TV, comer no horário que bem entender e se jogar numa cama de casal de braços bem abertos!

PRECISO

Neste exato momento eu queria sumir desta cidade. Mas aí a voz cá dentro me diz que não é assim que as coisas funcionam, na fuga.

Mas eu bem que queria sumir daqui. Acho que eu ainda preciso saber lidar com a solidão.

DO PORTFÓLIO CRISÓTICO #04

 

-Denis, é verdade que você vai cortar o seu cabelo?

-Olha, Cris…só uma medinha, viu? Só uma medidinha.

-Mas por que só uma medidinha?

-Senão eu vou ficar careca!

*Ele tem 2 aninhos! ^_^

DA AUTO-SABOTAGEM

De acordo com o dicionário Michaellis:

sabotagem

sa.bo.ta.gem
sf (fr sabotage) 1 Ato ou efeito de sabotar. 2 Destruição ou danificação propositada de material, instalações, maquinarias, ferramentas, ou interferência secreta na produção ou nos negócios de uma empresa industrial, de transportes ou de qualquer outro gênero, por motivo de dissídio coletivo ou com fins políticos. 3 fig Trabalho secreto ou resistência passiva contra qualquer causa à qual se deve cooperação.

Mas e quando a gente sabota o próprio coração?

SOBRE O CAMPUS E AS PAISAGENS

Hoje, enquanto caminhava para a Kitnet na volta do trabalho, encontrei vários dentes de leão e lembrei-me da minha amada amiga Marina e de quando – e do quanto- nos encantávamos pelo campus da Universidade no nosso primeiro ano. Bateu uma saudade! Saudade dela, dos cinco anos naqueles maravilhosos gramados e de toda vivência – e também da rotina de estudos- que tivemos por lá.

Fui feliz e disso eu muito sabia!

SOBRE PARAFUSOS E NÁUFRAGOS

Passei boa parte da madrugada pensando que talvez eu tenha nascido com um parafuso a menos para lidar com relacionamentos amorosos. Talvez isso explique muita coisa, minha impaciência e os náufragos.

Hoje estou me sentindo insensível, incompreensível e uma má pessoa. Talvez eu precise mesmo ficar sozinha com os meus botões.